Apesar de possuir um nome potencialmente polêmico, Hack foi apresentada recentemente oficialmente pela equipe do Facebook como uma nova linguagem de programação para o mercado, no dia 9 de abril de 2014. Dia que ficou conhecido como "Hack Developer Day” (Dia do desenvolvedor Hack).

Inicialmente, todo o projeto da rede social de Mark Zuckerberg foi codificado em PHP, uma linguagem conhecida por ser bastante dinâmica e, relativamente fácil de programar, mas possui a desvantagem de só apontar falhas no processo quando o programa está em execução.

O mercado que envolve tecnologia da informação é, basicamente, movido por inovações. De modo que as empresas precisam lançar novas estratégias, produtos e serviços na grande rede. Assim, Hack promete cumprir seu papel com eficiência, através de uma funcionalidade facilitada.

         A linguagem desenvolvida para HHVM (HipHop Virtual Machine), máquina virtual onde também se pode programar em PHP, propõe as vantagens desta com elementos de C, principalmente e com foco justamente na detecção prévia de erros, característica positiva das linguagens estáticas.


"Hack fornece checagem instantânea de digitação através de um servidor local que observa o sistema de arquivos. Normalmente, roda em menos de 200 milissegundos, tornando fácil a integração no desenvolvimento do trabalho sem trazer delay substancial”. (Anúncio no site oficial).

    

           Para os programadores da rede social em si, como Julien Verlaguet, a Hack nasceu da necessidade de “uma interseção entre o melhor das linguagens dinâmicas com o melhor das linguagens estáticas”, o que seria "excelente para projetos de todos os tamanhos”.

          Além disso, qualquer pessoa pode começar a usá-la gratuitamente, basta acessar seu site oficial (hacklang.org), onde não apenas se encontram recursos para instalação da linguagem com documentação completa, como diversos tutoriais, exemplos e vídeos que dissertam sobre a mesma. Basicamente, tudo o que um programador, mesmo iniciante, precisa para começar a testar por si e começar a implementar em trabalhos pessoais futuros.

         Não se trata de mais um serviço da empresa, mas de um projeto completamente independente que tem a pretensão de se tornar uma nova tendência no mundo da programação.

         É importante destacar que tal tecnologia já está sendo usada com sucesso há mais de um ano pelos programadores do Facebook, isso significa que está mais do que avançada nos testes.

         Não é para menos, uma linguagem usada com sucesso, todos os dias, em uma rede social que conta com mais de 1,2 bilhão de usuários, já se pode dizer que conquistou certo valor.

        Diversos portais que trataram sobre o assunto se mostraram cristalinos sobre o impacto que esta linguagem causou. Até agora, a aprovação é extremamente notável e tida, por diversos usuários, como uma experiência completamente nova.