Iniciação Científica


A iniciação cientifica - IC nada mais é do que um instrumento acadêmico que possibilita ao aluno um maior contato com as produções acadêmicas científicas, ganhando vivência com as metodologias formais. Sendo assim, a IC prepara o aluno para exercer com mais qualidade as atividades de pesquisa e extensão, que tratarão habilidades como concentração, foco, organização e autonomia em sua trajetória profissional.

A importância de se participar de um projeto de IC, reside no fato dele trazer uma nova visão do mundo acadêmico, que não é apresentada usualmente pelo corpo docente aos alunos dentro de sala de aula, mas sim que é produzida pelos próprios.  Isto gera novos produtores de informação, conteúdo e conhecimento, trazendo um grande enriquecimento profissional àqueles que participarem.

Ao participar da Iniciação Cientifica o aluno encontra uma extensão da sala de aula, onde pode aproveitar mais dos conteúdos complementares à sua formação. O projeto atua também criando um melhor relacionamento acadêmico entre aluno e professor, um dos alicerces do Projeto Pedagógico Institucional. Além disso, o aluno passa a ter mais senso crítico sobre o domínio das teorias metodológicas, um maior envolvimento em produções técnicas e científicas, e participações em eventos e congressos de diferentes áreas.

Entre outras vantagens que podem ser citadas são:

 

ü  Obtenção de uma bolsa de estudo por mérito;

ü  Aproveitamento de horas complementares;

ü  Possibilidade de aproveitar boa parte do estudo para o TCC;

ü  Participação em eventos científicos;

ü  Produções científicas e técnicas;

ü  Possibilidade de concorrer à bolsas de pesquisa externas;

ü  Certificação de conclusão do programa, que possui grande peso nos processos seletivos de pós-graduação externos.

 

O Programa de Iniciação Científica das Faculdades Integradas Campogran-denses - PICFIC, é voltado para os alunos regulares de graduação e tem como objetivo fundamental o incentivo à formação de novos pesquisadores, privilegiando a participação ativa de bons alunos em projetos de pesquisa com qualidade acadêmica, orientação adequada por docente qualificado, individual e continuada. Além disso, objetiva-se proporcionar a aprendizagem e desenvolvimento de técnicas e métodos de pesquisa, bem como estimular a evolução do pensar científico.

O programa possui regulamento institucional próprio, sendo o processo anual de seleção dos bolsistas regido por edital seletivo publicado pela CEPOPE – Coordenação de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, amplamente divulgado presencialmente, por murais e no site da instituição.

Clique aqui para visitar a página do CEPOPE e saber mais sobre o programa.





1.       O que é Iniciação Científica (IC)?

 A iniciação cientifica nada mais é do que um instrumento acadêmico que possibilita ao aluno um maior contato com as produções acadêmicas científicas, ganhando vivência com as metodologias formais. Sendo assim, a IC prepara o aluno para exercer com mais qualidade atividades de pesquisa e extensão, que tratarão habilidades como concentração, foco, organização e autonomia em sua trajetória profissional.

Neste projeto oferecido pelas Faculdades Integradas, o aluno é incentivado a fazer pesquisas inovadoras ou que tragam algum avanço para a sociedade, comunidade ou educação; tendo para isto o apoio de um professor orientador, qualificado para ajudá-lo a organizar toda a sua pesquisa.

 

2.       Quais as vantagens de se participar de um projeto de iniciação científica?

Ao participar da Iniciação Cientifica o aluno encontra uma extensão da sala de aula, onde pode aproveitar mais dos conteúdos complementares à sua formação. O projeto atua também criando um maior relacionamento acadêmico entre aluno e professor. Além disso, o aluno passa a ter mais senso crítico sobre o domínio das teorias metodológicas, um maior envolvimento em produções técnicas e científicas, e participações em eventos e congressos de diferentes áreas.

Entre outras vantagens que podem ser citadas são:  

·       Obtenção de uma bolsa de estudo por mérito,

·       Aproveitamento de horas complementares,

·       Possibilidade de aproveitar boa parte do estudo para o TCC,

·       Participação em eventos científicos,

·       Produções científicas e técnicas,

·       Certificação de conclusão no projeto, que possui grande peso nos processos seletivos de pós-graduação.

 

3.       Por que fazer Iniciação Científica?

A importância de se participar de um projeto de IC reside no fato dele trazer uma nova visão do mundo acadêmico, que não é apresentada pronta pelo corpo docente aos alunos dentro de sala de aula, mas sim que é produzida pelos próprios.  Isto gera novos produtores de informação, conteúdo e conhecimento, trazendo um grande enriquecimento profissional àqueles que participarem.

 

4.       Como funciona o processo de iniciação científica, descrito por etapas?

O professor e o aluno devem efetuar sua inscrição seguindo todas as regras apresentadas no edital de abertura do processo seletivo, apresentando o seu plano de trabalho, e deverá aguardar a aprovação da CPP – Comissão Permanente de Projetos.

Sendo o projeto aprovado e classificado entre o número de bolsas de IC disponíveis, o aluno dará inicio a sua elaboração, tendo o apoio de seu orientador, e terá que cumprir com todo o cronograma proposto nele.

O progresso de sua pesquisa deve ser informado à CPP, através de relatórios bimestrais preenchidos pelo orientador, um relatório parcial que será entregue ao final de seis (6) meses e do relatório final que deverá ser entregue ao final do período de doze (12) meses.  

Ao término do programa, o aluno deverá criar um resumo científico de sua pesquisa, que será entregue e apresentado na Jornada de IC.  Ao final os alunos e orientadores participantes receberão um certificado de participação do projeto.

 

5.       Quais são as modalidades da Iniciação Científica?

A Iniciação Cientifica com bolsa monitria, onde o orientando terá uma ajuda de custo para que se dedique aos projetos acadêmicos, e a Iniciação Cientifica sem a bolsa, onde o aluno não terá direto a bolsa, mas poderá como os demais participar de todas as etapas do programa, ter sua pesquisa publicada nos meios de comunicação e usufruir de todas as vantagens do PICFIC.

 

6.       A iniciação científica vale como atividade complementar?

 A Iniciação Cientifica é de natureza extracurricular, e por isto, contará para a contagem das horas complementares como consta no regulamento disponibilizado na página da instituição www.feuc.br.

 

7.       Como faço para começar uma iniciação científica? Devo procurar um professor do meu curso?

Para dar inicio ao Programa de Iniciação cientifica, deve-se ficar atento para a data de inscrição disponibilizada no site, esperar o edital de abertura do processo seletivo e elaborar um plano de trabalho, que nada mais é que planejar sobre que assunto que se irá pesquisar e de que maneira fará.

Além disso, deve-se sim procurar um professor da respectiva área de seu projeto, que esteja disposto a acompanhar seu plano de trabalho e se responsabilize por sua orientação. Outra forma de encontrar um orientador é buscar participar de um projeto sugerido pelo próprio professor ou ser convidado por ele. Para isto informe-se sobre as linhas de pesquisa dos professores atuantes no PICFIC.

 

8.       O que significa PICFIC?

A sigla, PICFIC significa Programa de Iniciação Cientifica das FIC.

 

9.       Como posso entrar em contato com os administradores do PICFIC?

Através do endereço de correio eletrônico: PICFIC@feuc.br ou se dirigindo a CPP nas dependências das FIC, no CEPOPE.

 

10.   É preciso se inscrever na disciplina de iniciação científica?

Não é necessário, nem existe esta disciplina. Mas é necessário ter cursado o mínimo de 20 créditos com aprovação e ter cursado a disciplina e Métodos e Técnicas de Estudo.

 

11.   Preciso me inscrever para concorrer a algum tipo de bolsa?

Sim, a bolsa é um mérito daqueles que se destacarem pela qualidade da proposta do projeto e tiverem um excelente aproveitamento acadêmico. Logo para participar e ter seu projeto avaliado é necessário estar inscrito.

 

12.   Quem pode concorrer à bolsa do PICFIC?

Alunos dos cursos de graduação da instituição que:

·     Já tenham sido aprovados em 20 créditos e não possuam reprovação;

·     Tenham disponibilidade para dedicação às atividades de IC;

·     Possuam coeficiente de rendimento igual ou superior a 7;

·     Não acumule bolsas internas de outras modalidades.

 

13.   Como me inscrevo na Iniciação Científica?

Para efetuar sua inscrição o candidato deve acompanhar os prazos limitados no calendário de IC, acompanhar o lançamento do edital de abertura do processo seletivo e estar munido de:

1)  Ficha de inscrição devidamente preenchida e assinada;

2)  Currículum Vitae do aluno com documentação comprobatória;

3)  Currículum Vitae do orientador com documentação comprobatória.

4)  Histórico do ensino superior até o semestre presente, devidamente carimbada e assinada pelo responsável acadêmico da área.

5)  Declaração do setor competente, assinada e carimbada, informando que o respectivo aluno está matriculado e não possui alguma pendência financeira com instituição.

6)  Projeto de pesquisa em duas vias contendo os seguintes itens:

·      Título.

·      Introdução.

·      Objetivos Gerais.

·      Justificativa.

·      Metodologia.

·      Cronograma.

·      Viabilidade financeira.

·      Equipe executora.

  

14.   Quando posso ter certeza que minha inscrição foi feita com sucesso?

Ao término da inscrição no CEPOPE, será gerado um comprovante onde o candidato terá seu numero disponibilizado para eventuais consultas.

 

15.   Onde encontro o edital?

 No site da oficial da instituição, www.feuc.br, no site do PICFIC e na sala do CEPOPE.

 

16.   Quais são as etapas do processo de seleção?

Os projetos propostos serão submetidos, em primeira instância, à apreciação e aprovação da CPP, que se pronunciará sobre mérito acadêmico, adequação formal e custos. Caso necessário, a Comissão levará o projeto a CEP – Comissã de Ética em Pesquisa.

 

17.   Meu pedido foi aprovado pelos Comitês de Avaliação, mas eu não ganhei bolsa. Por quê?

A cada ano de projeto, a Comissão de Ensino disponibiliza um determinado número de bolsas. Logo poderá haver algum projeto que foi aprovado, porém não foi contemplado para a bolsa de custeio, pois não foi classificado ao numero de vagas disponíveis. Neste caso, o candidato pode continuar no projeto, obedecendo às mesmas regras que os demais aprovados e tendo direito a todos os mesmos benefícios do programa, porém na modalidade sem bolsa.

 

18.   Existem regras para se elaborar um plano de trabalho? Quais são?

Sim. O plano deve conter duas vias apresentando título, introdução, objetivos gerais e específicos, justificativa, metodologia, cronograma de execução, viabilidade financeira e equipe executora. No site do programa pode ser encontrado o Manual de Confecção de Planos de Trabalho.

 

19.   Pode haver mais de um bolsista em um mesmo projeto do orientador?

Sim, mas com planos de trabalhos individualizados, com objetivos específicos próprios, efetuando inscrições separadas e podendo concorrer a bolsas de estudo individuais. Porém, não existe nenhuma garantia de que todos serão contemplados com a bolsa.

 

20.   Quantos alunos podem se inscrever na Iniciação Científica, em um mesmo projeto?

Podem ter até dois (2) alunos com planos de trabalho individuais por projeto do orientador. Quaisquer outros serão considerados colaboradores e não terão nenhum tipo de vinculo oficial com o PICFIC, nem direito às horas complementares ou certificados de conclusão do programa.

 

21.   Os alunos podem dividir uma bolsa?

Não.

 

22.   Meu plano de trabalho pode ser igual ao do meu colega?

Não. Os planos de trabalho são individuais e independentes.

 

23.   Posso fazer duas Iniciações Científicas ao mesmo tempo?

Não. Inclusive após a inscrição de um plano de trabalho no processo seletivo, nenhum outro plano no nome do mesmo aluno será aceito ou recebido, no mesmo período do edital vigente.

 

24.   Quantos planos de trabalho um aluno pode inscrever?

Somente 1 (um) por ano.

 

25.   Existe algum critério para escolher um professor para dar orientação?

Sim. O professor/orientador deve lecionar nas FIC, atuando em tempo integral ou parcial, e que atender todas as exigências do regulamento. Podem participar ainda orientadores de outros cargos na instituição como, por exemplo: coordenadores, diretores ou outros funcionários, desde que tenham a formação adequada para tal função e se comprometam com o projeto.

 

26.   Posso inserir co-rientador no meu plano de trabalho?

Sim pode, porém somente o próprio orientador será considerado responsável pela pesquisa, os demais que forem citados, serão considerados colaboradores sem vínculo com o programa.

 

27.   Qual é o valor da bolsa?

Serão oferecidas bolsas de 20% no valor da mensalidade ambas sobre a mensalidade e não cumulativas. O total de bolsas será dividido igualitariamente pelos cursos da IES, mas podem ser remanejadas, caso não se complete as vagas.

 

28.   Qual é a duração da bolsa?

 A bolsa tem duração de dois (2) semestres letivos ou um ano, a até quatro (4) semestres letivos ou dois (2) anos.

 

29.   Aluno voluntário ou bolsista pode receber bolsa ou remuneração de outra fonte?

 Sim, é permitido ter qualquer de bolsa ou remuneração simultânea, desde que a carga horária comprometida com o projeto não seja afetada.

  

30.   Como faço para renovar minha bolsa no final do programa?

A renovação não é automática. O bolsista deve fazer uma nova solicitação a cada edital, atendendo novamente a todos os requisitos do regulamento. Porém não é permitida a continuidade de trabalho sob o mesmo título de Plano de trabalho de Iniciação cientifica de anos anteriores.

 

31.   Qual a carga horária semanal?

A carga horária será de dez (10) horas semanais.

 

32.   Quem controla a minha freqüência (carga-horária)?

O professor orientador.

 

33.   O que são linhas de pesquisa?

Linha de pesquisa nada mais é que a problematização envolvida em questões de interesses acadêmicos e da própria sociedade, e que são alvo de estudo do orientador.

 

34.   Como fico sabendo a linha de pesquisa de um determinado professor?

Entrando em contato com professores da FIC, e se informando sobre a linha de pesquisa, além da disponibilidade de cada um para atuar como orientador. Ou lhes apresentando a própria para o caso de haver algum interesse do professor pela sua linha de pesquisa..

 

35.   Não consigo enquadrar meu trabalho nenhuma das linhas disponíveis. O que fazer?

Converse com o orientador. Muitas vezes o aluno/pesquisador, propõe problemas muito amplos ou de difícil investigação. Nesses casos o professor poderá aperfeiçoar a idéia e propor o estudo de um problema mais simples de ser investigado, mas que tenha alguma relação com o problema proposto originalmente pelos alunos.

 

36.   Por que as inscrições devem ter um termo de compromisso assinado por mim e pelo orientador?

O termo de compromisso significa que ambos estão se comprometendo com o projeto e seus regulamentos. A falta do cumprimento de alguma das regras do termo de compromisso simboliza a inadimplência, que pode levar ao desligamento do programa, perda bolsa e devolução do valor proporcional não pago.

 

37.   Quais são as obrigações do orientador?

Ao orientador cabe:

·     Propor projetos e ou/ programas de acordo com o regulamento;

·     Estar desempenhando funções no IES, salvo autorização especial da CPP;

·      Orientar o aluno na elaboração de dos relatórios parciais e finais e no material para o caso de apresentações se ocorrerem;

·     Não estar na condição de inadimplente com o PICFIC;

·     Não possuir relatório de IC pendente ou não aprovado;

·      Responsabilizar-se pelo acompanhamento da freqüência mínima de dez (10) horas semanais do estudante junto ao programa;

·      Avaliar o Relatório Semestral e Final elaborado pelo estudante, emitindo o seu parecer previamente e encaminhá-los à CPP nos prazos estabelecidos no presente termo;

·      Incluir o nome do estudante nas publicações e nos trabalhos apresentados em eventos científicos, cujos resultados tiverem a participação efetiva do estudante de Iniciação Científica;

·     Providenciar, quando for o caso (licenças), através de ofício à PICFIC, a substituição de orientador com antecedência de 30 (trinta) dias.

·      Solicitar à CPP, em tempo hábil, a suspensão da participação do estudante nos casos de licença, estágios e outros motivos devidamente justificados, devendo a citada solicitação conter a ciência do estudante;

·      Concordar com a CPP quanto à possibilidade do mesmo, a qualquer tempo, cancelar ou suspender a participação do orientador quando comprovado o não atendimento das condições deste termo ou das disposições contidas no edital vigente.

·      Preparar o artigo para a revista eletrônica caso o trabalho seja selecionado, ao final do programa, com a ajuda do aluno.

·      Estar presente nas sessões de apresentação do trabalho do aluno de Iniciação Cientifica na jornada de IC. Caso não seja possível, por motivos justificáveis, fazer-se representar no evento por outro docente apto a avaliar o teor da pesquisa. A justificativa para tal ausência, juntamente com a indicação do docente que comparecerá ao evento no lugar do orientador, deve ser encaminhada à CPP com antecedência mínima de 30 (trinta) dias.

 

38.   Quais são as obrigações do bolsista?

São obrigações do aluno orientando:

·     Desenvolver as atividades que são inerentes ao projeto em que foi admitido;

·      Contribuir para a divulgação do projeto de que participa junto aos alunos e professores dos cursos da instituição, promovendo

·     Oportunidades de conhecimento do processo de seu desenvolvimento e de seus resultados.

·      Relatar ao professor orientador as atividades cumpridas e que integrarão os relatórios semestrais de atividades que serão submetidos à apreciação da CPP.

·      Confeccionar os relatórios parcial (RP) e final (RF), de cumprimento de atividades, que serão submetidos à apreciação da CPP, encaminhando-os dentro do prazo firmado no calendário acadêmico.

·      Confeccionar o resumo e o painel de apresentação do trabalho final (se necessário), os quais deverão ser apresentados na Jornada de Iniciação Científica.

  

39.   Quando devo enviar o relatório parcial, relatório final e o(s) resumo(s)?

O relatório parcial deverá ser entregue, ao final de seis (6) meses. O relatório final, ao final de 12 (doze) meses. Já o resumo deverá ser entregue um (1) semana antes do evento da Jornada de IC.

 

40.   O que acontece se o relatório parcial ou relatório final não for entregue?

O responsável será classificado como inadimplente, e não terá o direito ao certificado.

 

41.   Onde encontro um modelo para o relatório parcial, relatório final e o(s) resumo(s)?

No www.feuc.com. Site da instituição.

 

42.   Há limite de páginas para os relatórios parciais ou finais?

Não.

 

43.   Meu bolsista está se formando, o que devo fazer?

Nesses casos é necessário solicitar a sua substituição até dois meses antes do termino do projeto.

 

44.   Gostaria de substituir o bolsista do meu projeto, como devo proceder?

A substituição do bolsista de iniciação cientifica poderá ser efetuada mediante solicitação do orientador, devidamente justificada, até dois meses antes dois (2) meses antes do término do projeto de Iniciação cientifica, à CPP. O candidato à substituição deverá entregar todos os documentos como se estivesse passando pelo processo seletivo inicial, bem como um novo plano de trabalho com cronograma dos meses que faltam, e aguardar o parecer da CPP.

 

45.   Se eu quiser cancelar minha IC ou for substituído preciso fazer relatório?

Sim, expondo todas as atividades até o determinado momento. Porém note que o cancelamento ou substituição de deve ser justificado com antecedência, ou ficará sujeito as penalizações expressas no termo de compromisso.

 

46.   O que é a Jornada de Iniciação Científica? Sou obrigado a participar?

A Jornada de Iniciação Cientifica é um evento anual onde são apresentados os resultados de toda a pesquisa realizada na Iniciação Cientifica, onde os alunos e seus trabalhos serão avaliados por um grupo de professore s da IES. Sendo assim, a participação do aluno é obrigatória.

 

47.   Todos os alunos que fazem parte do programa de IC podem participar da Jornada?

Sim, poderão sendo voluntários ou bolsistas.

 

48.   Posso solicitar troca de apresentador na Jornada?

Não. O aluno bolsista tem obrigação de apresentar seu trabalho.

 

49.   É obrigatório usar o Power Point na apresentação oral?

Não, a utilização ou não fica a critério do aluno. Porém o uso dos recursos multimídia e audiovisuais é fortemente recomendado.

 

50.   O que deve conter no resumo da Jornada de IC?

O resumo da Jornada de IC nada mais é que o resumo de todo o resultado alcançado durante a pesquisa. Deve ter de 3 a 5 páginas, ser entregue por e-mail em .doc para PICFIC@feuc.br e obedecer o modelo apresentado na página do PICFIC com: título, introdução, material e métodos, resultados e discussão, agradecimentos e referências.

 

51.   O resumo será publicado?

Sim, no livro de resumos que será enviado a todos no formato digital, disponível no site do PICFIC e da instituição.  Os trabalhos que se destacarem diante da banca examinadora de professores na apresentação, serão convidados a montar um artigo científico para a revista da IES.

 

52.   Posso inscrever mais de um resumo na Jornada?

Não, o resumo deve ser único e ser uma compilação, uma síntese de toda pesquisa realizada até aquele momento.

 

53.   O projeto de pesquisa apresentado é do professor ou do aluno?

Os projetos poderão ser propostos por alunos ou professores da IES, como também, poderá ser temas e estudos que façam parte dos Trabalhos de Conclusão de curso dos alunos. Poderão ser priorizados projetos e programas de Iniciação Científica, que estejam sob responsabilidade de professores engajados e comprometidos com as finalidades e comprometidos com as finalidades e compromissos institucionais das FIC.

 

54.   Minha bolsa não foi efetuada e a mensalidade atualizada, o que devo fazer?

Entre em contato imediatamente com a CPP de Iniciação Científica para possam ser tomadas as respectivas providências.

 

Ċ
Rodrigo Neves,
12 de mar de 2013 19:46
Ċ
Rodrigo Neves,
12 de mar de 2013 19:46
Ċ
Rodrigo Neves,
14 de fev de 2013 15:02